banner head

InícioEsporte+EsportesParalimpíadas: Araraquarense fica em 6º no ciclismo de perseguição

Paralimpíadas: Araraquarense fica em 6º no ciclismo de perseguição

Lauro Chaman fez a melhor marca de sua carreira, mas ficou de fora da final 

O araraquarense Lauro Chaman voltou a competir nesta quinta-feira (27) pelas Paralimpíadas de Tóquio e terminou na sexta colocação do ciclismo de perseguição na classe C5.

Chaman fez uma boa bateria, e terminou com o tempo de 4min25s684. Na sua bateria ele dividiu a pista com o francês Dorian Foulon, que quebrou o recorde mundial da prova com 4min18s274. Foram dez participantes nas eliminatórias da classe C5, mas no ciclismo de perseguição apenas os dois melhores tempos passam à disputa do ouro. Além disso, o terceiro e o quarto tempos vão à disputa do bronze.

Essa foi a melhor marca da carreira do araraquarense, que com ela teria sido campeão paralímpico na Rio 2016, evidenciando o nível altíssimo da prova. A prata foi para o australiano Alistair Donohoe e o bronze ficou com o ucraniano Yehor Dementyev.

Artigos relacionados
- Anúncio -
Radio Ao Vivo

Mais lidas