Ninguém está suportando mais tantos reajustes

    Agora vem o aumento dos remédios superior a 10%. O gás de cozinha compromete 22% do orçamento dos mais carentes. Os benefícios do governo, com data de validade, não estão suprindo as necessidades básicas. O que se ouve é uma palavra só: assim não dá. Compartilhe conosco sua opinião através do Whastapp, pelo número (16) 99751 3001.